Saltar para: Post [1], Comentar [2], Pesquisa e Arquivos [3]

nivelar-por-cima

As pessoas são melhores se descobrirmos o que nelas há de melhor. A sociedade torne-se melhor se as pessoas forem niveladas por cima.

nivelar-por-cima

As pessoas são melhores se descobrirmos o que nelas há de melhor. A sociedade torne-se melhor se as pessoas forem niveladas por cima.

Quem é o SIRESP?

Sinais do Fogo 3.jpg

O XVI Governo Constitucional de Portugal, chefiado por Pedro Santana Lopes, esteve em exercício entre 17 de Julho de 2004 e 12 de Março de 2005. Este governo resultou da fuga para a Europa do anterior Primeiro-ministro, José Manuel Durão Barroso, que trocou a difícil tarefa de manter as finanças, a economia, a saúde, o ensino, etc., em Portugal pela gloriosa tarefa financeira de enriquecer ao leme da União Europeia. O mandato europeu terminou com a saída para um banco americano que alcançou uma posição vantajosa na Europa durante o mandato de Durão Barroso. Durão Barroso, depois de ter desempenhado de modo eficaz o seu papel servil na Conferência dos Invasores do Iraque, bem mereceu a recompensa europeia. Veja-se só como o antigo MRPP engordou na Europa, tornando-se num dos mais anafados dirigentes mundiais, exceptuando talvez o doidinho da Coreia do Norte.

Daniel Viegas Sanches foi o ministro da Administração Interna deste governo elevado e derrubado pelo presidente Jorge Sampaio.

No dia 20 de Fevereiro de 2005 realizaram-se as eleições convocadas pelo presidente Jorge Sampaio quando derrubou o governo de Santana Lopes.

No dia 23 de Fevereiro, sabendo-se já que o governo tinha perdido as eleições e ia sair, através do Ministro da Administração Interna, Daniel Sanches, o governo adjudicou o sistema de comunicações SIRESP (Sistema Integrado das Redes de Emergência e Segurança de Portugal) pela módica quantia de 500 milhões de Euros. 500 Milhões de Euros, quando o governo era já apenas de gestão!

A quem foi adjudicado este valioso serviço? Ao antigo patrão de Daniel Sanches, o tão bem conhecido dos portugueses e líder da Sociedade Lusa de Negócios, Oliveira e Costa. A SLN, ligada ao BPN, e aos colegas de Oliveira e Costa, Dias Loureiro, José Oliveira e Costa, Duarte Lima e Miguel Cadilhe, todos ministros de Cavaco Silva no X Governo Constitucional.

O SIRESP possui, ao longo do país, 502 torres de comunicações que deviam servir um universo de 53 500 utilizadores, bombeiros, serviços de saúde…

O SIRESP falha, de quando em vez. O SIRESP falhou durante o fogo de Pedrógão.

Ah! Mas não foi Daniel Sanches a implementar o SIRESP, porque saiu do governo dias depois da adjudicação. Isso ficou para o seu sucessor no Ministério, António Costa. Sim, o actual Primeiro-ministro que pergunta perante todos os portugueses, aos serviços competentes, porque falhou o SIRESP.

 

Orlando de Carvalho

 

Comentar:

CorretorEmoji

Se preenchido, o e-mail é usado apenas para notificação de respostas.