Domingo, 9 de Novembro de 2014

Será necessária mais competência para reagir à Legionella?

legionella.jpg

 

 

 Na quinta-feira, 6 de Novembro, deu entrada no Hospital de Vila Franca de Xira o primeiro doente da Epidemia de Legionella que se instalou nesta região. Logo de seguida, já havia 30 casos confirmados pelas autoridades de saúde, todas oriundas da mesma zona.

Neste momento, deveriam ter sido desencadeados procedimentos conjuntos pelas autoridades de saúde, em colaboração com a Autoridade Nacional de Protecção Civil. Desconheço a legislação que existe sobre o assunto, mas sei que esta devia ter sido a atitude correcta.

Assim que o número de pessoas atingidas pela epidemia crescia, deveriam ter sido tomadas algumas decisões, entre as quais quero destacar as seguintes.

1) Realização de uma Tempestade de Ideias (brain storm), com os doentes que registassem as condições mínimas para o fazer, assistidos por técnicos que registassem os resultados. O objectivo seria identificar algo em comum, pois se a fonte for uma, eles devem estar de algum modo a ela ligados.

2) Realização de outra Tempestade de Ideias, em lugar separado e devidamente orientado por técnicos, também, pedindo a familiares dos doentes para nela participarem. O objectivo desta reunião é o mesmo que da outra realizada com os doentes.

3) Mobilização de todos os serviços disponíveis, a nível de autoridades sanitárias, bombeiros, protecção civil e outras que a situação aconselhasse para, organizadas em brigadas, munidas do material necessário e devidamente instruídas, fazerem recolha de amostras em fábricas, centros comerciais, janelas de onde saiam vapores, para serem analisadas, fazendo pesquisa da Legionella pneumophilla

4) Utilizar outros meios de pesquisa, nomeadamente a Internet. Aí, poderiam descobrir que em 2004 se realizou um seminário organizado pela Associação Portuguesa de Técnicos de Cerveja e Malte, onde decorreram 4 conferências, sendo uma delas sobre Prevenção e Controlo da Legionella. Ora, se existe a necessidade de cuidados de higiene no fabrico da cerveja em relação à Legionella e existe uma fábrica de cerveja mesmo no centro da epidemia - Vialonga, Forte da Casa - urge perguntar que medidas e diligências foram feitas a este respeito.

5) Não seria boa política o aconselhamento do uso de máscaras descartáveis para filtrar o ar respirado às pessoas dos locais de onde são provenientes os doentes?

Quando escrevo, já é Domingo 9 de Novembro. Os doentes estão na ordem dos 100 e as vítimas mortais já são 4.

Antes de escrever, tentei contactar algumas entidades, com quem pudesse dialogar antes de escrever. Do Ministério da Saúde e Direcção Geral de Saúde, não tive a sorte de quem me atendesse o telefone. A Protecção Civil informou-me que não tem coisa alguma a ver com o que se passa (!). Os Bombeiros Voluntários de Vila Franca de Xira confirmaram-me a data da primeira ocorrência e deles não quis saber mais. Do hospital informaram-me que não havia ninguém disponível para falar sobre o assunto e mandaram-me contactar a Saúde 24, mesmo depois de eu dizer que tinha uma informação para dar.

Penso que estamos a ter das entidades responsáveis toda a resposta que normalmente se espera nestes casos em Portugal. E até dizem que estão completamente preparados para uma crise de Ebola!

 

Leitura aconselhada: Epidemiologia, de Leon Gordis, traduzido por Ana Maria Carvalho mais informação aqui ou aqui

O documento na Internet que liga as cervejas  à Legionellaclicar aqui

 Crédito da fotografia: clicar aqui

 

Orlando de Carvalho

 

Edição pós-publicação, às 18h30: 180 infectados ou talvez 5 mortos. Amanhã é dia de trabalho: será que pessoas de outras zonas que se desloquem para trabalhar no(s) local infectado poderão ser atingidas?

publicado por nivelar-por-cima às 15:20

link do post | comentar | favorito
 O que é? |

.mais sobre mim

.pesquisar

 

.Agosto 2017

Dom
Seg
Ter
Qua
Qui
Sex
Sab
1
2
3
4
5
6
7
8
9
10
12
13
14
15
17
18
19
20
21
22
23
24
25
26
29
30
31

.posts recentes

. TVI 24 censura Ricardo Ar...

. Rio Ave

. Dia de Anos

. Filarmónica Fraude

. Pressa de chegar ao céu

. Avós caducos

. Pais da geringonça luso-v...

. República de Vigaristas (...

. Em cadeira de rodas, mas ...

. Contra os pais. Contra a ...

.arquivos

. Agosto 2017

. Julho 2017

. Junho 2017

. Maio 2017

. Abril 2017

. Março 2017

. Fevereiro 2017

. Janeiro 2017

. Dezembro 2016

. Novembro 2016

. Outubro 2016

. Setembro 2016

. Julho 2016

. Abril 2016

. Março 2016

. Fevereiro 2016

. Janeiro 2016

. Novembro 2015

. Outubro 2015

. Setembro 2015

. Julho 2015

. Maio 2015

. Abril 2015

. Março 2015

. Fevereiro 2015

. Janeiro 2015

. Dezembro 2014

. Novembro 2014

. Setembro 2014

. Agosto 2014

. Junho 2014

. Abril 2014

. Setembro 2013

. Agosto 2013

.tags

. todas as tags

.favoritos

. Fogo em Alcafache

blogs SAPO

.subscrever feeds